Telefone:

218 540 690

Morada:

R. General Silva Freire, Lote C 1849-029 - Lisboa



Avaliação de bioacumulação em produtos hortícolas da Horta d’Oliva

Data: 15/07/2021 / Autor: Junta de Freguesia de Olivais

Hoje em dia, as hortas urbanas estão a surgir como uma solução de auto-sustentabilidade das populações urbanas, permitindo que as pessoas cultivem produtos hortícolas para consumo próprio. Estes espaços são localizados em diversas áreas de uma cidade, sendo que alguns poderão estar sujeitos a fontes de poluição locais (como o tráfego rodoviário intenso).

Para compreender se o cultivo destes produtos hortícolas nestas condições pode ou não promover a acumulação de poluentes atmosféricos, um grupo de investigadores do Centro de Ciências e Tecnologias Nucleares (C2TN) do Instituto Superior Técnico, encontra-se a avaliar a composição química de um produto hortícola comummente cultivado (a alface), obtido em diferentes hortas urbanas da cidade de Lisboa e a comparar com o produzido numa zona rural.

Neste sentido, a Junta de Freguesia de Olivais foi contactada, tendo disponibilizado o talhão da Horta d’Oliva para recolha, por parte da equipa de investigação, de amostras de alfaces (lisa e frisada) e de solo desse talhão que serão posteriormente caracterizadas quimicamente. O objetivo último é avaliar a potencial contribuição de fontes de poluição para os níveis de elementos químicos nas alfaces e perceber se haverá diferenças entre alfaces produzidas em hortas urbanas e rurais.

Na Horta d’Oliva, o talhão de horta urbana que a JFO explora, foram recolhidas as alfaces e amostras de solo. Aguardamos pelos resultados da avaliação da bioacumulação, para perceber se os produtos hortícolas são saudáveis.

+ informação sobre a Horta d’Oliva: www.jf-olivais.pt/horta-doliva/

  •  
  •  
  •  
  •  
  •